Europa fará novo gasoduto para acabar com monopólio russo

Nabucco percorrerá 3,3 mil quilômetros da Turquia até a Áustria e foi orçado em 8 bilhões de euros

Efe,

13 de julho de 2009 | 09h00

Os representantes de Turquia, Áustria, Hungria, Romênia e Bulgária assinaram em Ancara, nesta segunda-feira, 13, o acordo intergovernamental que dará vida ao gasoduto Nabucco, considerado essencial para acabar com o monopólio da Rússia no fornecimento de gás para a União Europeia e a segurança energética do continente. A Alemanha também é um parceiro do acordo.

 

A previsão é iniciar as obras em 2010 e concluí-las em 2014, permitindo transportar até 31 bilhões de metros cúbicos anuais da região do mar Cáspio até a Europa. O gasoduto percorrerá 3,3 mil quilômetros desde a cidade turca de Erzrum (onde estará conectado a outras tubulações provenientes de países produtores) até a Áustria e sua construção está orçada em 8 bilhões de euros.

 

Para desafiar o projeto do Nabucco, a Rússia chegou a propor um gasoduto alternativo para o sudeste da Europa, chamado South Stream, que passaria sob o Mar Negro e estaria conectado com a Bulgária. A Rússia e a Itália dividiriam o controle desse gasoduto.

 

Porém o Nabucco ganhou força após a Rússia interromper o fluxo de gás para a Europa em janeiro deste ano, durante a última disputa de preço com a Ucrânia.

 

Obstáculos

 

Desde que surgiram as ideias do projeto em 2002, os planos para o Nabucco definharam por conflitos entre os parceiros do consórcio e falta de compromisso de fornecedores de gás natural.

 

A Turquia havia exigido reter 15% do gás transportado pelo gasoduto para consumo e exportação, o que foi rejeitado pelos parceiros europeus.

 

Grandes obstáculos ainda devem ser superados para o projeto, batizado com o nome de uma ópera de Verdi. Os membros do consórcio precisam levantar bilhões de dólares para a construção do Nabucco, e o gás não deve fluir pela tubulação até 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.