Ex-policial de Hitler confessa morte de civis holandeses

Um alemão de 88 anos que pertenceu às SS nazistas, o esquadrão da morte de Adolf Hitler, confessou em um tribunal alemão nesta terça-feira que matou três civis holandeses durante a Segunda Guerra Mundial, mas disse que estava seguindo ordens.

REUTERS

08 de dezembro de 2009 | 17h21

Heinrich Boere, que está na lista de criminosos de guerra nazistas procurados pelo Centro Simon Wiesenthal, foi a julgamento em outubro na cidade de Aachen, no oeste da Alemanha, por causa dos assassinatos de 1944.

"O advogado dele leu um comunicado ao tribunal admitindo que Boere matou três civis", disse um porta-voz do tribunal.

"Ele também disse que agiu seguindo ordens e que na época via esse tipo de comportamento como parte da guerra", acrescentou o porta-voz.

Boere foi detido pelas forças norte-americanas na Holanda depois do conflito e admitiu as mortes dos civis quando era membro das SS.

Boere conseguiu fugir para a Alemanha antes de ser condenado à morte à revelia na Holanda em 1949. A Justiça alemã o indiciou em abril de 2008.

(Reportagem de Madeline Chambers)

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHANAZISTAMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.