Ex-premiê francês é investigado por campanha anti-Sarkozy

Dominique de Villepin estaria envolvido em escândalo que acusava então candidato de corrupção

JEAN-BA, REUTERS

27 Julho 2007 | 07h24

O ex-primeiro-ministro francês Dominique de Villepin foi formalmente colocado sob investigação por juízes que analisam um suposto complô para prejudicar o atual presidente do país, Nicolas Sarkozy, informou nesta sexta-feira, 27, um de seus advogados.As acusações são de "cumplicidade em alegações difamatórias" e violações ligadas a documentos falsificados.Villepin nega qualquer envolvimento no escândalo em que o nome de Sarkozy apareceu em uma falsa lista de contas supostamente abertas na empresa de serviços financeiros Clearstream, com sede em Luxemburgo."Quero dizer que nunca pedi uma investigação sobre personalidades políticas e que nunca participei em manobra política de qualquer natureza", disse ele a repórteres.O "escândalo Clearstream" veio à tona em 2004, quando cartas anônimas foram mandadas para magistrados alegando que Sarkozy e outros importantes políticos tinham contas ligadas à venda de embarcações para Taiwan, em 1991.As alegações mostraram-se falsas, e a investigação voltou-se, então, para quem estaria por trás das denúncias, aparentemente voltadas a atingir Sarkozy. Ele venceu a eleição presidencial francesa em maio.Na época, Villepin ocupou cargo de ministro das Relações Exteriores e também do Interior e afirmou que simplesmente cumpria suas obrigações de checar rumores sobre colegas de gabinete.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.