EXCLUSIVO-Situação nuclear da Alemanha pode levar a apagões

As regiões ao sul da Alemanha poderão ser atingidas por apagões de eletricidade no inverno se as sete usinas nucleares que foram desligadas em março continuarem sem funcionar, disseram operadores das redes de energia.

MARKUS WACKET, REUTERS

22 de maio de 2011 | 13h17

Em carta enviada ao Ministério da Economia, obtida pela Reuters no domingo, os quatro operadores disseram que a energia importada não cobriria o déficit durante os meses mais frios, a não ser que alguns clientes fossem retirados da rede.

"Um fornecimento independente aos clientes está em perigo", disseram as empresas Amprion, Tennet, 50hertz e a EnBW-Netze, acrescentando será necessário aumentar em 2.000 megawatts a oferta -- mais ou menos a capacidade de dois reatores nucleares -- para garantir o fornecimento de energia quando a demanda aumentar no inverno.

A chanceler alemã, Angela Merkel, impôs uma moratória de três meses no funcionamento das sete usinas nucleares mais antigas, entre as 17 existentes na Alemanha, depois que um forte terremoto e um tsunami atingiram os reatores japoneses em março e causaram um desastre ambiental.

O ministro do Meio Ambiente, Norbert Roettgen, sinalizou que as sete usinas desligadas permanecerão assim. O gabinete de Merkel vai decidir qual a estratégia nuclear do país no dia 6 de junho.

No fim de semana, apenas quatro usinas da Alemanha estavam funcionando, devido à moratória e às operações de manutenção. A agência alemã de vigilância disse que o fornecimento de energia estava garantido, apesar do desligamento das usinas.

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAENERGIAAPAGAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.