Exército irlandês desativa bomba antes da visita de Elizabeth II

Explosivo foi encontrado pela equipe antibombas que produziu uma explosão controlada; incidente coincide com medidas de segurança adotadas no país pela visita da soberana britânica

Efe,

17 de maio de 2011 | 05h07

DUBLIN - O exército irlandês desativou nesta terça-feira, 17, uma bomba de fabricação caseira nas redondezas de Dublin, horas antes de a rainha Elizabeth II iniciar uma histórica visita à Irlanda.

 

Segundo informou um porta-voz do exército, a bomba estava no compartimento de bagagem de um ônibus na localidade de Maynooth, no condado de Kildare.

 

A bomba foi encontrada na noite de segunda-feira pela polícia e a equipe antibombas do exército produziu uma explosão controlada.

 

O incidente coincide com as fortes medidas de segurança adotadas no país pela visita da soberana britânica, a primeira de um monarca do Reino Unido desde a independência da Irlanda, em 1921.

 

Grupos dissidentes do inativo Exército Republicano Irlandês (IRA) se opõem à viagem, parte da normalização das relações entre os dois países após anos de dificuldades pelo conflito na Irlanda do Norte.

 

A polícia britânica informou na segunda-feira que dissidentes do IRA ameaçaram instalar uma bomba no centro de Londres.

 

Um porta-voz da Scotland Yard confirmou que a segurança foi reforçada substancialmente na capital britânica após uma ameaça "não específica" no domingo.

 

A presença policial aumentou visivelmente na cidade, e várias ruas em torno da avenida que liga o palácio de Buckingham à Praça Trafalgar foram fechadas ao trânsito.

 

Segundo a BBC, a polícia recebera "um aviso codificado" dos republicanos dissidentes, que se opõem ao processo de paz na Irlanda do Norte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.