Explosão de granada mata um policial na Turquia

Atentado contra viatura acontece no dia em que militares bombardearam alvos de rebeldes curdos no Iraque

Efe e Reuters,

10 de outubro de 2007 | 14h50

A explosão de uma granada de mão causou nesta quarta-feira, 10, a morte de uma pessoa na cidade de Diyarbakir, no sudeste da Turquia, informou a agência de notícias Anadolu.   Veja também:  Turquia bombardeia rebeldes curdos no Iraque   Segundo fontes consultadas pela Efe em Ancara, a bomba foi lançada contra um veículo da polícia em uma estreita rua do centro da cidade.   "Trata-se de uma rua muito estreita. A polícia cercou o local e calculamos que entre 4 e 5 pessoas estão feridas. Não sabemos quantas delas são policiais, e em que estado se encontram", acrescentou a fonte. Segundo um comunicado da Prefeitura de Diyarbakir, "um veículo da polícia foi atacado com uma granada de mão, e um policial morreu no incidente".   "Os feridos foram levados para o hospital estadual de Diyarbakir, e a polícia iniciou uma operação na área", acrescenta a nota enviada à imprensa.   O incidente ocorre em um momento no qual aumenta a tensão na região, habitada por uma maioria curda, diante da possibilidade de uma invasão turca no norte do Iraque, de onde os rebeldes do ilegal Partido dos Trabalhadores de Curdistão (PKK) atuam contra o Exército da Turquia.   Há temores entre iraquianos e americanos de que uma eventual invasão turca desestabilize uma região do Iraque que não vem sendo tão afetada pela violência quanto o centro e o sul do país árabe, apesar de uma recente escalada.   A Turquia pressionada para que os Estados Unidos e o Iraque atuem contra os rebeldes curdos, mas tem demonstrado uma insatisfação cada vez maior com a inação de Washington e de Bagdá. Nos últimos dez dias, mais de 20 pessoas morreram em ataques atribuídos ao PKK na Turquia.

Tudo o que sabemos sobre:
Turquiacurdos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.