Explosão mata clérigo muçulmano na região russa do Daguestão

Uma explosão matou um clérigo muçulmano e seu guarda-costas no Daguestão, região ao sul da Rússia, na manhã desta sexta-feira, afirmaram agências de notícias russas.

REUTERS

23 Março 2012 | 07h58

A polícia designou um oficial para proteger o imam Gitinamohhamed Abdul Gapurov, após ele ter recebido ameaças anônimas. Ambos foram mortos em uma explosão na cidade de Buinaksk, afirmaram investigadores da polícia de acordo com a Interfax.

Não ficou imediatamente claro o que causou a explosão em um cruzamento, enquanto andavam pela cidade.

O Daguestão, que enfrenta tiroteios e ataques com bomba quase diariamente, está envolvido em uma insurgência islâmica por toda a região majoritariamente muçulmana do Cáucaso do Norte, após duas guerras separatistas na Chechênia.

Os rebeldes querem criar um Estado islâmico na região, que é próxima de Sochi, onde a Rússia irá sediar os Jogos Olímpicos de Inverno, em 2014.

(Reportagem de Nastassia Astrasheuskaya)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA CLERIGO BOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.