Explosão mata um e deixa 8 feridos em igreja cristã ortodoxa da Ucrânia

Atentado ocorreu no dia em que o país comemora conversão ao cristianismo; autoria não foi reivindicada

28 de julho de 2010 | 18h21

KIEV- Una bomba que explodiu nesta quarta-feira, 28, em uma igreja cristã ortodoxa na cidade de Zaporizhzhy, no sul do país, causou a morte de uma mulher de 80 anos, que segundo a imprensa local era monja, e feriu oito pessoas.

 

A explosão ocorreu no dia em que a Ucrânia celebra o aniversário de sua conversão ao cristianismo, no ano de 998 d.C.

 

Não foi esclarecido quem armou o dispositivo que continha o equivalente a 500 g de TNT, segundo fontes oficiais disseram à imprensa ucraniana.

 

Ninguém reivindicou a autoria do atentado até agora, e o Ministério de Emergências local se negou a comentar o incidente. A polícia investiga o ato.

 

"Ela morreu na sala de operações, estava gravemente ferida", disse à Reuters por telefone Nadiya Sevalneva, chefe do departamento de saúde de Zaporizhzhya, sobre a mulher de 80 anos.

 

Meios locais informaram que a mulher era uma religiosa da igreja onde a bomba explodiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.