Fotos do álbum de família do príncipe Charles serão publicadas

Família real britânica lança biografia oficial ilustrada para comemorar os 60 anos do herdeiro do trono

Efe,

18 de abril de 2008 | 12h08

Uma frase carinhosa escrita para a avó no caderno de uma criança de cinco anos ou uma fotografia com a sua irmã, a princesa Ana, a bordo do Britannia, em abril de 1954, são alguns dos documentos publicados agora por ocasião dos 60 anos do príncipe Charles da Inglaterra. Para comemorar o aniversário, em 14 de novembro, a Coleção Real publicou uma biografia oficial ilustrada que acompanha uma exposição que será aberta no castelo de Windsor em 16 de maio. Charles brinca com a mãe, a rainha Elizabeth II. Foto: Efe Os registros fazem parte do livro que retrata a vida oficial e familiar do príncipe de Gales com material selecionado da Coleção e dos Arquivos Reais e de sua própria coletânea particular, abrangendo um longo período da vida de Charles. Estão retratados sua infância e os anos letivos e universitários em Cambridge, onde estudou arqueologia e antropologia, sua posse como príncipe de Gales, seu fracassado casamento com Diana Spencer, o nascimento dos filhos do casal, William e Harry, e seu segundo e atual casamento com Camilla Parker-Bowles, duquesa da Cornualha. Foto: Efe Muitas das primeiras fotografias mostram o príncipe brincando com sua irmãzinha, e em uma delas as duas crianças aparecem limpando um bote salva-vidas a bordo do Britannia durante uma viagem real pelos países da Commonwealth entre 1953 e 1954. Também foram incluídas no livro imagens de alguns de seus brinquedos favoritos, entre eles um vagão de trem com blocos de madeira e as palavras "Prince Charles Express" e um carrinho de pedais com o qual percorreu os longos corredores do Castelo de Windsor. A coletânea possui algumas de suas pinturas favoritas da valiosíssima Coleção Real, entre elas obras de Van Dyck, Gainsborough, Winterhalter, Landseer e Zoffani, acompanhadas de seus comentários. Incentivado por sua avó, Charles desenvolveu seu viés artístico, e hoje é um pintor apaixonado: o livro contém alguns exemplos. Além disso, em 1985, o herdeiro do trono reintroduziu o costume de viajar com um artista em suas viagens ao exterior, e algumas das obras resultantes podem ser vistas agora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.