Fracassam conversações de coalizão belga, negociado renunciará

O aspirante ao cargo deprimeiro-ministro na Bélgica Yves Leterme renunciará ao postode negociador da coalizão no sábado, sinalizando o colapso deuma maratona de negociações para formar um governo decentro-direita composto por quatro partidos, afirmou oporta-voz de seu partido. Os cristãos-democratas flamengos, os liberais flamengos esuas contrapartes de língua francesa têm negociado durante 174dias desde as eleições gerais de junho, mas parecem terfracassado no objetivo central de conceder mais poder àsregiões. O futuro político da Bélgica está agora incerto, sem umaalternativa de coalizão óbvia, alimentando especulações de umapossível dissolução do Estado federativo linguisticamentedividido. Uma porta-voz dos cristãos-democratas disse que Letermeinformaria o rei Albert na tarde de sábado sobre sua decisão."Ele renunciará a tarefa", afirmou. Leterme havia estipulado o meio-dia de sábado como prazofinal para que os quatro partidos assinassem uma proposta dereforma do Estado, mas não houve consenso em torno dodocumento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.