França alerta Venezuela por receber tecnologia nuclear do Irã

Segundo governo, transferência significaria "uma violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU"

Efe,

10 de setembro de 2009 | 12h49

O governo da França alertou a Venezuela nesta quinta-feira, 10, que qualquer transferência de tecnologia nuclear procedente do Irã significaria "uma violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU", informou o Ministério de Assuntos Exteriores francês.

 

Paris "não contesta o direito da Venezuela ao uso pacífico da energia nuclear", afirmou a diplomacia francesa. No entanto, qualquer país que se beneficiasse de tecnologia nuclear iraniana infringiria, em particular, a resolução 1.737 do Conselho de Segurança, ressaltou a porta-voz adjunta do ministério, Christine Fages.

 

Adotada em dezembro de 2006, essa resolução - uma das cinco existentes sobre o tema - pede que todos os Estados-membros da ONU tomem, entre outras medidas, a de proibir a compra de artigos nucleares iranianos, procedam ou não de seu território.

 

O Ministério de Exteriores francês ressaltou também que o armazenamento de urânio fracamente enriquecido "sem objetivo civil crível" é "muito preocupante", e lembrou que "o programa nuclear iraniano provoca inquietações em toda a comunidade internacional".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.