França anuncia acordo para vender navio militar à Rússia

Há possibilidade de mais três embarcações serem negociadas; compra não agrada ex-repúblicas soviéticas

Agência Estado,

08 de fevereiro de 2010 | 09h41

A França concordou em vender à Rússia um moderno navio militar anfíbio e avalia a possibilidade de negociar mais três, informaram nesta segunda-feira, 8, funcionários do setor de defesa em Paris.

 

Jacques de Lajugie, diretor de desenvolvimento internacional da agência francesa de armas, conhecida pelas iniciais DGA, disse nesta segunda-feira, 8, durante entrevista coletiva, que ainda há questões pendentes, inclusive onde será produzido o navio Mistral. Não há informações sobre o prazo de entrega da embarcação.

 

A encomenda russa tem alarmado algumas ex-repúblicas soviéticas. A compra do Mistral representa, na avaliação de analistas militares, um aumento da capacidade russa de eventuais ações de ataque. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaFrançadefesaMistralnavio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.