França captura 11 piratas somalis no Oceano Índico

A França capturou neste domingo 11 suspeitos de serem piratas somalis, após eles confundirem um navio naval francês com uma embarcação comercial e começarem a se preparar para um ataque, informou um porta-voz do Ministério da Defesa.

REUTERS

03 de maio de 2009 | 13h28

Piratas somalis pesadamente armados intensificaram os ataques a navios em rotas de navegação do Oceano Índico e do Golfo de Aden, capturando dúzias de embarcações, sequestrando centenas de reféns e tomando milhões de dólares em resgates.

O navio francês capturou os piratas suspeitos, que estavam em três pequenos barcos, a uma distância de mil quilômetros da costa da Somália, no Oceano Índico.

"Eles confundiram o Nivose com um navio comercial e correram em direção a ele para atacá-lo, afirmou o porta-voz.

"O Nivose então colocou sua própria embarcação com soldados na água, enviou um helicóptero e interceptou esses 11 piratas que estavam nos três barcos".

Os militares também encontraram armas e foguetes nos barcos.

"Os piratas estão agora no Nivose", acrescentou o porta-voz.

"No momento, nós não temos nenhuma indicação de o que as forças da União Europeia querem fazer com esses piratas".

Uma patrulha naval francesa capturou mais piratas nas águas de Seychelles, no sábado.

Forças navais dos Estados Unidos, Europa e Ásia foram destacadas para proteger navios comerciais.

(Reportagem de Anna Willard)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAPIRATAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.