França descarta participação islâmica em ataque frustrado

"Esta pista não é a primeira. O modo de ação não é o de terroristas islâmicos", disse ministro sobre explosivos

AP

17 de dezembro de 2008 | 08h46

O ministro da Defesa francês, Hervé Morin, descartou nesta quarta-feira, 17, que terroristas islâmicos estejam por trás dos ataques frustrados de ontem em Paris. Vários explosivos foram encontrados em uma loja da capital do país, mas não dispararam. "Esta pista não é a primeira. O modo de ação não é o de terroristas islâmicos", disse o ministro em uma entrevista ao canal "RTL". Onte,. Um grupo chamado "Frente Revolucionária Afegã" assumiu autoria da ação e a vinculou à permanência de tropas francesas no país asiático. As forças de segurança francesas desconhecem a entidade. Segundo a ministra do Interior, Michèlle Alliot-Marie, no entanto, o país precisa estar vigilante e manter a firmeza necessária.A polícia francesa removeu ontem pela manhã cinco pacotes de explosivos nos banheiros da fammosa loha 'Au Printemps'.O governo reforçou as medidas de segurança em Paris e nas principais cidades, em lojas, estações de trem e aeroportos.

Tudo o que sabemos sobre:
Françaataque frustrado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.