França diz que ataques no Iraque destruíram prédios com arsenal do Estado Islâmico

Caças franceses destruíram 12 prédios no Iraque onde era mantido um arsenal de armas de militantes do Estado Islâmico, disse o chefe do Estado Maior das Forças Armadas da França, Pierre de Villiers, nesta sexta-feira.

REUTERS

24 de outubro de 2014 | 09h07

"Hoje à noite nós realizamos uma grande operação no Iraque na qual foram destruídos edifícios em que o Daesh (Estado Islâmico) estava produzindo armadilhas, bombas, armas para atacar as forças iraquianas", declarou Villiers à rádio Europe 1.

A França foi o primeiro país a aderir à coalizão liderada pelos Estados Unidos em ataques aéreos contra os insurgentes no Iraque, em setembro, e tem intensificado o ritmo de seus bombardeios aéreos neste mês.

Além de ataques aéreos e missões de reconhecimento, as operações também incluem treinamento das forças iraquianas locais e entrega de equipamentos para combatentes curdos no norte do país.

As forças da coalizão despejaram 70 bombas, incluindo 12 pela França, que destruíram completamente os seus alvos, declarou Villiers, sem especificar o local da operação.

(Reportagem de Alexandria Sage)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCABOMBARDEIOSIRAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.