França diz que condições ainda são inadequadas para entrega de navios à Rússia

França diz que condições ainda são inadequadas para entrega de navios à Rússia

O país citou o papel russo no conflito com a Ucrânia como motivo para adiar a entrega

REUTERS

30 de outubro de 2014 | 07h40

A França afirmou nesta quinta-feira que as condições ainda não são adequadas para entregar o primeiro de dois navios de guerra Mistral para a Rússia, contradizendo relatos de que os russos teriam sido convidados a receber a embarcação em 14 de novembro. 

"As condições hoje não são adequadas para entregar o Mistral", disse o ministro das Finanças da França, Michel Sapin, em entrevista à rádio RTL.

De acordo com a agência de notícias RIA, o vice-premiê da Rússia, Dmitry Rogozin, disse na quarta-feira que a Rússia recebeu um convite para a entrega do primeiro de dois navios porta-helicópteros Mistral em 14 de novembro.

Segundo a RIA, Rogozin disse ainda que a segunda embarcação militar seria posta em funcionamento no mesmo dia.

A França citou preocupações com o papel desempenhado pela Rússia na crise no leste da Ucrânia como motivo para adiar a entrega dos navios.

(Reportagem de Astrid Wendlandt)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCARUSSIAHELICOPTEROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.