França e aliados exigem que Líbia interrompa avanço de tropas

França, Estados Unidos, Grã-Bretanha e países árabes exigiram na sexta-feira que o líder líbio, Muammar Gaddafi, impedisse o avanço de suas tropas e voltasse a fornecer água e energia elétrica às cidades que tiveram o fornecimento interrompido.

REUTERS

18 de março de 2011 | 17h23

Em comunicado divulgado pelo gabinete do presidente francês, Nicolas Sarkozy, em nome das partes envolvidas, os países também disseram que as forças líbias deverão interromper o avanço em direção a Benghazi e se retirar de outras três cidades: Misrata, Zawiyah e Ajdabiya.

(Reportagem de Emmanuel Jarry)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCALIBIACOMUNICADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.