Horacio Villalobos/Efe
Horacio Villalobos/Efe

França erradicará atividades da ETA em seu território, diz Sarkozy

Presidente reafirmou compromisso com governo espanhol de lutar contra separatistas bascos

Reuters

23 de março de 2010 | 11h36

PARIS - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, assegurou nesta terça-feira, 23, que seu país lutará sem descanso para erradicar o grupo separatista basco ETA do território francês e reafirmou o compromisso de Paris com a Espanha na luta contra a organização.

 

Sarkozy, que participou das homenagens ao policial francês abatido por um suposto membro da ETA na semana passada, confirmou sua intenção de reforçar as penas ao assassinos do grupo separatista. "A mobilização das forças armadas será total. Lutaremos sem descanso para erradicar, uma a uma, todas as bases da ETA na França e para eliminar todos que apoiam essa organização", disse Sarkozy ao lado do primeiro-ministro espanhol, Jose Luis Rodrigues Zapatero.

 

Depois de lembrar que 33 membros do grupo haviam sido presos na França no ano passado, Sarkozy expressou sua determinação para não deixar que o país "se converta em um refúgio de terroristas e assassinos".

 

O policial Jean-Serge Nerin, de 52 anos, foi abatido no dia 15 de março quando fazia a vistoria de alguns carros. Enquanto o oficial fazia a inspeção, outros veículos passaram pelo local e dispararam contra Nerin. Joseba Fernandez Aspurz, suposto membro da ETA, foi detido na cena do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.