França extradita ex-líder do braço militar do ETA à Espanha

Juan Fernandez de Iradi é acusado de perpretar vários atentados em território espanhol

Reuters,

22 de junho de 2010 | 19h17

MADRI- A França extraditou em caráter temporário à Espanha nesta terça-feira, 22, o ex-chefe do braço militar do grupo separatista basco ETA, Juan Fernandez de Iradi, que será julgado pela Audiência Nacional em Madri, informaram autoridades espanholas em um comunicado.

 

Junto a Iradi - conhecido como "Susper" - procurado por sua suposta participação em um atentado, também foi extraditado Balbino Saenz Olarra, apelidado de "Ermilo".

 

"Ermilo" é procurado pela Justiça espanhola por pertencer ao grupo armado, além de estar vinculado ao depósito de armas, posse de explosivos, roubo de veículos, falsificação de documentos e tentativa de assassinato, explicou o Ministério do Interior em Madri.

 

"Susper", de 38 anos, foi preso na França em 2003 e condenado a entre 15 e 30 anos de prisão por ferir gravemente um policial francês, se associar com fins terroristas, possuir armas e explosivos e portar documentos falsificados.

 

"Ermilo" foi membro do "comando Madri" do ETA e está condenado a 108 anos de prisão por tentativa de assassinato dos ex-ministros espanhóis Jose Barrionuevo e Matilde Fernandez e por uma tentativa de atentado contra dois furgões policiais.

 

Fernandez Iradi, suposto ex-chefe de comandos do ETA, fugiu em 2002 de um prisão de Baiona, na Espanha, antes de voltar a ser preso pela polícia francesa um ano depois.

 

"Susper" é acusado pelas autoridades espanholas de haver participado em numerosos atentados, e também suspeita-se que ele fez parte do comando que se declarou autor de um ataque frustrado pela polícia basca em 9 de janeiro de 2001 contra a direção do oposicionista Partido Popular da Espanha.

 

Autoridades francesas e espanholas têm detido vários dirigentes do ETA desde 2008. Em 2010, 50 supostos integrantes do grupo foram presos em ambos os lados da fronteira, segundo dados do Ministério do Interior.

Tudo o que sabemos sobre:
extradiçãoETAEspanhaFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.