Franceses estão confiantes em busca da caixa preta do voo 447

Na próxima fase das buscas, área dos trabalhos será reduzida para 2.500 m², para facilitar o processo

AP

22 de dezembro de 2009 | 13h21

Investigadores da aviação francesa disseram que eles estão otimistas para encontrar as caixas pretas do Air France do voo 447 quando começar a terceira fase de buscas, em fevereiro.

 

O investigador Jean-Paul Troadec disse nesta terça, 22, que um time internacional de especialistas vai reduzir a área de buscas para 2.500 metros quadrados - um quinto do área rastreada anteriormente. Isso pode tornar o trabalho de localização dos detritos do avião e as gravações do voo.

 

O avião caiu no dia 1º de junho, matando todas as 228 pessoas a bordo.

 

O investigador-chefe Alain Bouillard disse que espera que seja possível a leitura das informações contidas nas caixas pretas, apesar do tempo que estiverem no fundo do mar.

Tudo o que sabemos sobre:
Air Franceaviãoacidentecaixa preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.