Fundador do WikiLeaks é procurado pela Interpol

O australiano Julian Assange é procurado pela justiça sueca por envolvimento em estupro, assédio sexual e coerção ilegal

AP,

30 de novembro de 2010 | 22h16

A Interpol emitiu na noite desta terça-feira, 30, um ordem de captura internacional do australiano Julian Assange, fundador do WikiLeaks, que divulga documentos secretos do departamento de Estado norte-americano.

 

Veja também:

linkWikiLeaks revela segredos da diplomacia americana

linkOs líderes mundiais sob o olhar dos diplomatas americanos

 

A emissão do órgão, que colocou Assange entre os mais procurados do mundo, era esperada depois de um tribunal sueco aprovar, em meados de novembro, a prisão do australiano.

 

Assange, cujo paradeiro é desconhecido, é suspeito de estupro, assédio sexual e coerção ilegal. Ele negou as acusações, as quais resultam seus encontros com duas mulheres, durante uma visita à Suécia, em agosto deste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.