Gabinete renuncia e premiê francês formará novo governo amanhã

Hollande pediu há quatro meses novo Ministério, mas primeiro-ministro tentava conciliar diferenças entre esquerda e centro

O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2014 | 07h27

PARIS - O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, apresentou nesta segunda-feira a renúncia de seu gabinete, um dia depois de o ministro da Economia, Arnaud Montebourg, pedir novas políticas econômicas e questionar a "obsessão" da vizinha Alemanha com o rigor orçamentário.

O presidente francês, François Hollande, pediu há apenas quatro meses a Valls que formasse um novo governo, mas o primeiro-ministro vinha permanentemente tentando conciliar diferenças de visão política entre esquerdistas como Montebourg e membros mais centristas do governo liderado pelos socialistas.

O gabinete de Hollande disse em um comunicado que o novo governo seria formado na terça-feira, em conformidade com a "direção que ele (o presidente) definiu para o nosso país".

Montebourg disse no fim de semana que medidas para a redução de déficits implementadas desde a crise financeira de 2008 estavam paralisando as economias da zona do euro e pediu aos governos que mudem com urgência o curso, do contrário perderão votos para populistas ou extremistas de direita. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
França

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.