Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

'Gigolô suíço' é condenado a seis anos por chantagear amante

Helg Sgarbi chantageou Sussane Klatten, mulher mais rica da Alemanha, com fitas de vídeo íntimas do casal

Agências internacionais

09 de março de 2009 | 11h37

A Justiça alemã condenou nesta segunda-feira, 9, Helg Sgarbi, conhecido como 'o gigolô suíço', a seis anos de prisão por chantagear Susanne Klatten, acionista da BMW e mulher mais rica da Alemanha. Os dois se tornaram amantes e Sgarbi gravou em vídeo seus encontros amorosos para depois exigir dinheiro em troca de seu silêncio. Ele também convenceu Sussane a lhe dar US$ 9 milhões para tratar uma criança de nove anos vítima de um acidente de carro. Sgarbi confessou os crimes, mas não deu detalhes sobre possíveis cúmplices.O caso foi denunciado pela vítima, casada e mãe de três filhos. Ela é a 68ª pessoa mais rica do mundo, segundo a revista 'forbes', e sua fortuna estimada é de US$ 9,6 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanha'Gigolô Suíço'

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.