Governador russo cria 'Dia do Sexo' para aumentar natalidade

Sergei Morozov incentiva casais a tirarem folga nesta quarta e 'trabalharem na concepção de crianças'

BBC,

12 de setembro de 2007 | 12h37

Na luta contra baixas taxas de natalidade, o governador do Estado russo de Ulyanovsk, Sergei Morozov, incentiva casais a tirarem folga nesta quarta-feira, 12, e trabalharem na concepção de crianças.  O incentivo não fica nisso: Morozov oferece ainda vários prêmios aos casais que tiverem bebês em exatamente nove meses, no dia nacional da Rússia, o 12 de junho. Os bebês nascidos no dia da Rússia ganham carros, televisores e outros agrados.  Esse é o terceiro ano consecutivo que Ulyanovsk, na região central da Rússia, premia os pais de bebês nascidos em 12 de junho. Neste ano, o grande prêmio foi um carro 4x4. Desde o fim da União Soviética, a população russa vem caindo drasticamente. Mas a iniciativa parece estar surtindo efeito, já que a taxa de natalidade registrou um aumento de 4,5% no último ano. "Se o clima dentro de casa e na família é bom e saudável, se o marido e a mulher se amam e os seus filhos, vão estar de bom humor. Isso leva a um clima bom em todo o país", disse Morozov à agência de notícias Associated Press. As estimativas demográficas indicam que a Rússia pode perder 40 milhões de habitantes - quase um terço da população atual - até 2050.  A queda pode ser explicada por uma combinação da queda na taxa de natalidade, com altos índices de emigração e um sistema de saúde problemático.  O presidente russo, Vladimir Putin, também já anunciou incentivos para incentivar os casais a terem mais filhos. O segundo e o terceiro filho podem ganhar US$ 9 mil (mais de R$ 17 mil) em auxílios para educação ou compra da casa própria.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaNatalidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.