Governo britânico estuda exigir visto de brasileiros

Se nova lei for introduzida, Ministério de Relações Exteriores diz que também exigirá vistos de britânicos

Agência Estado e Associated Press,

10 de julho de 2008 | 13h56

O governo britânico informou que estuda acrescentar 11 países a uma lista de mais de 100 cujos cidadãos precisam de visto para entrar no Reino Unido. Entre os afetados estariam Brasil, Bolívia e Venezuela.   A secretaria do Interior alega que revisou todos os países não europeus, para avaliar o nível de risco que significam ao Reino Unido em relação à imigração ilegal, delinqüência e outros problemas de segurança.   O governo afirmou que até o fim do ano os cidadãos desses 11 países deverão solicitar vistos, a menos que "reduzam significativamente o risco que representam para o Reino Unido". Os 11 países são Brasil, Bolívia, Botsuana, Lesoto, Malásia, Ilhas Maurício, Namíbia, África do Sul, Suazilândia, Trinidad e Tobago e Venezuela.   Segundo a BBC, se a nova lei for introduzida, os cidadãos brasileiros que pretendem visitar o país precisarão de um visto de seis meses que deverá ser expedido antes que deixem o Brasil.   Atualmente, um acordo entre o Reino Unido e o Brasil permite que brasileiros permaneçam no país europeu sem visto durante 90 dias. As exceções são para estudantes ou pessoas que viajam a trabalho, que precisam de visto para entrar no país.   O Ministério das Relações Exteriores informou à BBC Brasil que os governos brasileiro e britânico têm mantido encontros bilaterais desde 2007 para discutir a entrada de imigrantes brasileiros ilegais no Reino Unido. "A posição do Itamaraty é de reciprocidade", informou o Itamaraty. "Se o Reino Unido tornar o visto obrigatório para visitantes brasileiros, o Brasil fará o mesmo com os turistas britânicos."   Atualmente os turistas brasileiros têm livre entrada em 21 dos 27 países da União Européia, segundo o Itamaraty. Em 2006 (os dados mais recentes), 11,3 mil brasileiros foram mandados de volta da Grã-Bretanha, uma média de 31 brasileiros por dia. Desse total, 4,9 mil foram barrados nas fronteiras e 6,3 mil, deportados (a cifra inclui um pequeno número que retornou voluntariamente). Desde o início deste ano, os agentes de imigração britânicos barraram a entrada de 6 mil pessoas suspeitas de ilegalidade. O governo britânico não divulgou o número de brasileiros incluídos neste total.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.