Governo espanhol foca em aprovação de orçamento: socialistas

O governo espanhol está focado na aprovação do orçamento de 2011 em setembro, disse no domingo uma política do governante partido socialista, que descartou o risco de eleições antecipadas se a iniciativa não recebe luz verde no Parlamento.

REUTERS

29 de agosto de 2010 | 13h44

O orçamento que será apresentado ao Congresso inclui cortes de 10 bilhões de euros (12,7 bilhões de dólares) e precisa do apoio dos partidos nacionalistas para sua aprovação.

"O governo só trabalha com a hipótese de que haverá orçamentos", disse Leire Pajín, secretária do PSOE em entrevista à rede SER publicada no domingo.

Enquanto luta para sair da recessão e evitar as preocupações sobre a capacidade de financiar a sua dívida, o presidente do governo, José Luis Rodríguez Zapatero, anunciou grandes cortes de gastos para se manter no poder até as eleições de 2012.

Os socialistas têm 169 cadeiras no Congresso, a sete da maioria absoluta.

Espera-se que Zapatero faça algumas concessões ao Partido Nacionalista Vasco (PNV), com seis lugares, entre outras concessões.

Mas os dois principais jornais espanhóis , El País e El Mundo, mencionam em sua capa de domingo que existe a possibilidade de eleições antecipadas.

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAGOVERNOREFORMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.