Governo russo abre licitação para compra de 'cama de ouro'

Site da procuradoria publicou pedido de artigos de luxo cuja soma é de quase R$ 1,5 milhão

Reuters,

19 de agosto de 2009 | 12h00

O governo da Rússia abriu uma licitação por móveis de luxo, incluindo uma cama de ouro, ocasionando uma onda de indignação nesta quarta-feira, 19, em um país no qual a economia teve retração de 10,9% no último trimestre.

 

O Ministério do Interior russo disse que queria uma cama de madeira de cerejeira e que "os elementos decorativos da cabeceira e dos pés deveriam estar cobertos com uma fina camada de outro de 24 quilates". O valor total da licitação foi de 24,4 milhões de rublos (cerca de R$ 756 mil ou quase R$ 1,5 milhão), segundo o site da agência da procuradoria russa.

 

"Não posso imaginar a necessidade de comprar artigos de luxo durante uma situação financeira tão difícil par ao país", escreveu um blog momentos depois da publicação da licitação.

 

O anúncio dizia que a cama deveria ser entregue nos escritórios do ministério. Outros artigos se destinariam a um endereço nas redondezas de Moscou.

 

Segundo o jornal russo Vedomosti, neste endereço residem vários funcionários do alto escalão da pasta, em casas que são propriedades do Estado. "Banhos de outro seriam mais lógicos, e deveriam fazer uma mesa de negociações com material à prova de balas e de golpes", publicou o site do diário em um comentário.

 

A publicação das licitações é parte dos esforços da Rússia para melhorar sua transparência e aumentar a confiança na luta contra a corrupção realizando demonstrações públicas das compras do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.