Grã-Bretanha nega visto para jogadores de futebol de Gaza

A Grã-Bretanha recusou vistos de entrada ajovens jogadores palestinos porque teme que eles possam não sercapazes de retornar para Gaza, controlada pelo Hamas, depois deuma viagem de três semanas de treinamento pelo norte daInglaterra. "Nós estamos terrivelmente chocados. A recusa afetouseriamente o espírito dos jogadores", disse o técnico do time,Abdel-Hai Abu Saleem. Uma autoridade consular em Jerusalém escreveu ao membros daequipe, que adotou o nome de Palestina, para contar que elesnão teriam permissão para entrar na Grã-Bretanha porque eramincapazes de fornecer garantias a Israel de que poderiamretornar para casa ao fim da viagem. O time é formado por jogadores com idades abaixo de 19anos. Os jogadores iriam permanecer na Inglaterra por trêssemanas e jogar partidas nas cidades de Chester e Blackburncomo preparação para um torneio classificatório para umcampeonato asiático que será realizado no Uzbequistão emnovembro. Um porta-voz do consulado britânico em Jerusalém disse queos pedidos de visto foram recusados porque eles não atendiam aocritérios das leis de imigração da Grã-Bretanha. "Geralmente, nós apoiamos os esforços para construir laçosentre a Palestina e a Grã-Bretanha e nós apoiamos projetossimilares no passado. Nós lamentamos que nessa ocasião somosincapazes de emitir os vistos que iriam permitir a visita",disse o porta-voz. Abu Saleem afirmou que os receios do consulado britânicosão infundados e que recentemente o mesmo time viajou para aNoruega e que as autoridades do país ajudaram a assegurar suapartida e retorno para Gaza através da Passagem de Erez. "As autoridades britânicas estão dando desculpas frágeis...Eles pensam que porque Gaza é um lugar pobre os jogadores nãovão voltar. Nós amamos Gaza e não vamos abandoná-la",acrescentou. Há anos, jogadores de futebol de Gaza encontramdificuldades quando tentam viajar para campeonatos fora do paíse as partidas às vezes têm de ser adiadas ou canceladas porcausa das restrições feitas por Israel a viagens para fora doterritório. Os times nacionais da Palestina realizam todas as suascompetições fora do país porque os territórios palestinos sãoconsiderados inseguros para a realização de jogos e não há liganacional organizada. (Reportagem adicional de Adam Entous)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.