Grã-Bretanha tira canal iraniano de TV do ar

A emissora iraniana Press TV sumiu das telas britânicas na sexta-feira, por causa de uma ordem da agência reguladora de telecomunicações que deve acirrar as tensões de Teerã com o Ocidente.

KEITH WEIR, REUTERS

20 de janeiro de 2012 | 19h21

A Press TV disse que a medida teve motivação política, mas a agência reguladora Ofcom negou ter agido por pressão do governo britânico, e disse que a emissora desrespeitou regras relacionadas à sua licença de operação.

A Grã-Bretanha atualmente está empenhada em intensificar as sanções nucleares contra o programa nuclear iraniano. O governo britânico fechou a embaixada do Irã em Londres e expulsou todos os seus funcionários em novembro, depois de a sua própria embaixada em Teerã ser invadida por manifestantes contrários às sanções.

A Ofcom disse que a Press TV mentiu ao declarar, quando da solicitação da licença, que sua base editorial ficava em Londres, e não em Teerã.

A Press TV, estatal, está disponível no mundo todo, por satélite e pela Internet. Seu serviço em inglês foi retirado na sexta-feira da grade da operadora Sky, mas o canal continua disponível na Internet.

A chancelaria britânica disse não ter relação com a decisão, mas afirmou estar preocupada com acusações de que a Press TV teria transmitido confissões forçadas de presos.

Em seu site, a Press TV disse que a medida britânica é "um claro exemplo de censura".

(Reportagem adicional de Robin Pomeroy em Teerã)

Tudo o que sabemos sobre:
GRABRETANHAPRESSTVIRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.