Grã-Bretanha vai proibir espadas de samurai no país

O governo britânico anunciou nestaquarta-feira que vai proibir a venda de espadas de samuraiporque a arma tem sido utilizada em um grande número de ataquesviolentos no país. O Ministério do Interior britânico informou que as espadasserão incluídas na lista de Armas Violentas a partir de abrildo ano que vem, o que significa que elas não poderão mais serimportadas, vendidas ou alugadas. Entretanto, colecionadores de espadas japonesas genuínas eaqueles que usam a arma em artes marciais terão permissãoespecial para utilização dos artefatos. "Nas mãos erradas, espadas samurais são armas perigosas",disse o ministro do Interior, Vernon Coaker. "Nós reconhecemos a espada samurai como uma arma barata, defácil acesso, que tem sido utilizada em crimes, mas não asgenuínas mais caras espadas samurais que são do interesse decolecionadores e praticantes de artes marciais. A Associação dos Chefes de Polícia disse que as espadas nãosão uma arma comum, mas vêm sendo utilizadas em um númerosignificante de incidentes de violência. (Por Michael Holden)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.