Grécia enfrenta novo dia de manifestações e paralisações

Estudantes e trabalhadores convocam greve e marchas em Atenas contra a polícia e o governo nesta quinta

Efe e Associated Press,

18 de dezembro de 2008 | 09h52

Estudantes e trabalhadores convocaram para esta quinta-feira, 18, uma jornada de protestos e paralisações contra a política econômica do governo conservador local e para expressar seu mal-estar pela morte de um adolescente baleado pela polícia em 6 de dezembro. Duas marchas separadas serão realizadas em Atenas, e outra na cidade de Tessalonica.   Veja também: Com protestos, jovens tentam despertar os líderes europeus   A morte de Alexandros Grigoropoulos, 15 anos, se somou à insatisfação popular com o desemprego, a crise econômica e a corrupção, gerando a pior onda de protestos no país nas últimas décadas. Nesta semana, os jovens invadiram a TV estatal grega, interrompendo o pronunciamento do discurso do primeiro-ministro Costas Karamanlis para substituir a transmissão para mostrar os protestos. Manifestantes ainda penduraram cartazes na quarta-feira na Acrópole e convocaram protestos em toda a Europa.   A União de Funcionários Civis deve iniciar uma greve e convocou uma manifestação no centro de Atenas em protesto contra os orçamentos estatais discutidos no Parlamento. Os controladores da aviação civil participarão da paralisação numa parte do dia, o que forçará o cancelamento de 32 vôos e à modificação de outros 61, informou o aeroporto de Atenas. Os bancários se somarão à greve e os enfermeiros anunciaram que não vão trabalhar durante toda a jornada.   A Confederação de Trabalhadores da Grécia e os estudantes filiados ao Partido Comunista convocaram uma manifestação às 15h locais (11h de Brasília) no centro de Atenas para protestar contra a morte do adolescente e expressar seu mal-estar pela situação econômica. Já a federação de docentes de ensino médio e outros estudantes vão se reunir em outro ponto do centro da capital. Os professores universitários também ficarão parados em protesto contra a situação do ensino no país. Em Tessalonica, os estudantes realizarão um concerto ao ar livre no porto norte da capital.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciaprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.