Greenpeace bloqueia Conselho da UE com ministros de Finanças

Protesto pede financiamento de medidas contra mudanças climáticas; 340 manifestantes dispersados pela polícia

Efe,

10 de março de 2009 | 13h54

Cerca de 300 ativistas do Greenpeace bloquearam a entrada ao Conselho de Ministros da União Europeia (UE) com os 27 ministros de Finanças dentro do local, e enquanto se espera a chegada do vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Vestidos de amarelo, representantes da organização se acorrentaram à porta do edifício onde os ministros estão reunidos, bloqueando totalmente a passagem.   Foto: Reuters   O protesto é motivado, segundo a organização ambientalista, pela falta de compromisso "claro" sobre o financiamento que a UE está disposta a destinar às medidas de adaptação à mudança climática em países em desenvolvimento. Os manifestantes - 340 ativistas do Greenpeace - acabaram depois sendo retirados pela polícia.   Os agentes tiveram que arrastar muitos deles, que se negavam a sair da entrada, e a maioria foi detida, confirmou à Agência Efe a porta-voz espanhola da campanha de mudança climática do Greenpeace, Aida Vila. A polícia havia informado, antes de retirar os manifestantes que era possível ter acesso ao edifício por uma entrada secundária.

Tudo o que sabemos sobre:
GreenpeaceUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.