Gregos começam transferência de esculturas da Acrópole

Guindastes erguem blocos de 2,3 toneladas, que originalmente estavam no alto do templo Parthenon

Nicholas Paphitis, da AP,

14 de outubro de 2007 | 12h13

Oficiais gregos transferiram com sucesso neste domingo, 14, a primeira escultura de Acrópole para o novo museu no pé da cidade de Atenas.   Apesar da ventania na cidade, guindastes ergueram blocos de 2,3 toneladas, que originalmente estavam no alto do templo Parthenon. Eles foram seguramente carregados para o novo Museu de Vidro e Concreto de Acrópole. A operação durou mais de 90 minutos.   "As condições são muito boas, o vento não é problema", diz Alexandro Mantis, arqueólogo responsável pelo site do patrimônio mundial, antes de iniciar a grande operação. "Eu tenho certeza que tudo correrá bem".   As antiguidades, maioria feita de mármore e datadas no 6º e 5º séculos a.C., estão sendo asseguradas em 400 milhões de euros (R$ 1.134 bilhão).   Usando arreios acolchoados, os artefatos serão movidos em caixas feitas de madeira compensada, metal e isopor. Todo o processo de transferência durará seis semanas. Contando atrasos por possíveis mudanças na previsão do tempo, os oficiais afirmam que a mudança será completa em janeiro no máximo.   O novo museu terá um andar dedicado ao Parthenon. Os trabalhos serão montados em seu alinhamento original. Boa parte das esculturas de mármore está no British Museum, em Londres, e certamente réplicas serão usadas no lugar das originais no museu de Acrópole.     O novo museu foi projetado pelos Estados Unidos - com base no trabalho do arquiteto Bernard Tschumi - , é cotado em 129 milhões de euros (R$ 364 milhões) e sua inauguração será oficializada em 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
AcrópoleParthenonesculturas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.