Greve de controladores afeta dezenas de voos na França

Paralisação chega ao quarto dia; 50% das partidas e decolagens do maior aeroporto de Paris foram afetadas

Agência Estado,

26 de fevereiro de 2010 | 12h55

Dezenas de voos com destino e saindo dos principais aeroportos de Paris foram cancelados nesta sexta-feira no quarto dia da greve dos controladores de voo, informaram autoridades da aviação à agência France Presse.

 

Os voos domésticos do aeroporto de Orly foram os mais afetados, já que 50% deles foram cancelados. No aeroporto internacional Charles de Gaulle, 15% dos pousos e decolagens não aconteceram. A empresa Air France-KLM disse que vai conseguir operar todos os seus voos de longa distância, mas previu problemas em voos domésticos e para outros países da Europa.

 

"É mais ou menos a mesma situação de quinta-feira", disse um porta-voz do operador dos aeroportos de Paris, o Aéroports de Paris (ADP), pedindo aos viajantes que entrem em contato com a empresa aérea antes de se dirigiram ao aeroporto.

 

O sindicato dos controladores aéreos reuniu-se com o ministro dos Transportes francês na quarta-feira, mas posteriormente afirmou que a greve vai continuar até que eles recebam garantias sobre o status futuro de seus empregos.

 

A greve foi controlada para protestar contra um plano de fusão entre o controle aéreo francês com o de cinco países vizinhos, uma proposta que os controladores temem resulte na perda de suas generosas condições de trabalho. A greve deve ser encerrada no sábado. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.