Greve na British Airways não afeta voos para Brasil

Assessoria da companhia disse não ter informações sobre cancelamento de voos para o País

Julia Baptista, da Central de Notícias e Efe

27 de março de 2010 | 18h08

Noventa e quatro voos da British Airways (BA) que decolariam dos aeroportos britânicos neste sábado, 27, foram cancelados pelo começo da greve, apoiada pelo pessoal de cabine em protesto por mudanças nas condições de trabalho. Dos voos cancelados pela empresa, nenhum deles, até o momento, tinha como destino o Brasil, informou a assessoria de imprensa da companhia britânica no Brasil.

 

Segundo o assessor Rodrigo Dionísio, não há nenhuma informação sobre cancelamentos de voos vindos dos aeroportos britânicos para os aeroportos brasileiros. Ele recomendou que os passageiros da companhia aérea chequem no site www.britishairways.com se os seus voos foram ou não cancelados.

 

A medida de força, que deve seguir até a próxima terça-feira, 30, é a segunda organizada pelos empregados de cabina em sete dias. A companhia aérea acredita que o transtorno para os passageiros seja menor que o do fim de semana passado, quando a paralisação durou três dias. Acredita-se que aproximadamente 17 mil passageiros serão afetados pela greve, especialmente no aeroporto londrino de Heathrow, embora a companhia aérea espera que pelo menos 70% dos voos de longa distância e 55% dos trajetos curtos operem normalmente.

 

O sindicato Unite, que representa os profissionais de cabine da BA, informou neste sábado que há sinais de que a convocação de greve terá forte apoio dos trabalhadores. Centenas de empregados da empresa se reuniram nesta manhã junto ao aeroporto de Heathrow, entraram no terminal e formaram piquetes.

Tudo o que sabemos sobre:
British Airwaysgreveaeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.