Hollande confirma morte de refém francês na Argélia

Hollande confirma morte de refém francês na Argélia

"Nosso compatriota foi assassinado", disse Hollande a repórteres antes de seu discurso na Assembleia Geral da ONU, em Nova York

REUTERS

24 de setembro de 2014 | 14h29

O presidente francês, François Hollande, confirmou nesta quarta-feira a morte do francês Hervé Gourdel, que era mantido refém por militantes argelinos ligados ao Estado Islâmico.

"Nosso compatriota foi assassinado", disse Hollande a repórteres antes de seu discurso na Assembleia Geral da ONU, em Nova York.

Os militantes divulgaram mais cedo nesta quarta-feira um vídeo em que supostamente mostravam a decapitação de Gourdel, que foi sequestrado no domingo.

(Reportagem de Arshad Mohammed)

Mais conteúdo sobre:
FRANCAHOLLANDEARGELIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.