Hollande declara 3 dias de luto por queda de avião da Air Algerie

Dos 118 mortos no acidente com avião da Air Algerie, 54 eram franceses

REUTERS

26 Julho 2014 | 14h48

O presidente da França, François Hollande, ordenou que bandeiras em prédios públicos na França sejam hasteadas a meio mastro por três dias a partir de segunda-feira, após a morte de 118 pessoas incluindo 54 franceses na queda de um avião da Air Algerie em Mali.

Hollande, que se encontrou com parentes das vítimas por três horas durante a tarde deste sábado, disse que todos os corpos serão transportados à França e que garantirá que as famílias possam, em algum ponto, viajar ao local do incidente para ajudá-las a lidar com o luto.

"Uma lápide será erguida para que ninguém esqueça que nessa terra, nesse local, 118 pessoas morreram", disse Hollande em pronunciamento transmitido pela televisão, o terceiro sobre o desastre aéreo em três dias.

Ele confirmou que as indicações iniciais eram de que o clima ruim foi a causa mais provável da queda, mas adicionou que não descarta qualquer outra explicação neste momento. Duas investigações separadas estão em andamento, disse.

A Organização das Nações Unidas (ONU) informou neste sábado que seus especialistas localizaram a segunda caixa-preta do voo AH5017 que caiu no país da África Ocidental nesta semana.

(Reportagem de Michel Rose e Emma Farge)

Mais conteúdo sobre:
FRANCAAIRALGERIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.