AP
AP

Homem abre fogo em tribunal e mata ao menos 1 na Alemanha

Incidente teria acontecido durante um processo por herança; autoridades dizem que atirador cometeu suicídio

Agências internacionais,

07 de abril de 2009 | 06h40

Um homem abriu fogo em um tribunal de Landshut, no sul da Alemanha, matando uma mulher e ferindo gravemente outras duas pessoas, segundo afirmaram oficiais nesta terça-feira, 7. O atirador então teria cometido suicídio. Segundo a imprensa local, o incidente aconteceu durante um processo por herança, quando um homem, sentado entre o público, se levantou e começou a atirar.

 

Elisabeth Waitzinger, porta-voz do tribunal, afirmou que o atirador e sua vítima eram parentes. Entretando, não há informações sobre a identidade do atirador, um homem de 60 anos que vivia na cidade de Dingolfing, ou seu motivo. Questionada sobre como uma pessoa teria conseguido entrar armada no prédio, Elisabeth disse que as pessoas que assistem audiências de processos civis não são revistadas.

 

Leonard Mayer, porta-voz da polícia de Landshut, afirmou que as autoridades não receberam nenhum alerta sobre o ataque. “Ele veio de repente”, disse Mayer à TV local. A polícia esvaziou o edifício e as imediações, enquanto os serviços de emergência atendem os feridos.

 

Segundo a emissora local Bayerischer Rundfunk, a vítima fatal era irmã do assassino, com quem estava brigada devido à divisão da herança familiar.

 

Matéria atualizada às 8h15

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhaatirador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.