Homem é detido por suspeita de terrorismo em Barcelona

Com a prisão, sobe para 15 o número de presos na cidade durante operação contra o terror

EFE

20 de janeiro de 2008 | 07h09

A Guarda Civil espanhola deteve na noite deste sábado, 19, outro homem em Barcelona, aumentando para 15 o número de presos nessa cidade durante uma operação policial contra o terrorismo.   Fontes da Guarda Civil informaram que a detenção aconteceu em uma padaria situada no bairro de Raval, junto à mesquita onde aconteciam vários registros relacionados com essa operação policial.   Raval é um bairro com grande presença de imigrantes, especialmente paquistaneses, nacionalidade de 12 dos detidos. Outros dois são indianos.   As mesmas fontes informaram que o último detido é um homem de idade entre 58 e 65 anos, aparentemente proprietário do estabelecimento onde ocorreu a detenção. Sua nacionalidade ainda não foi informada.   Os outros 14 supostos terroristas tinham em seu poder material para fabricar explosivos e tentavam cooptar outros elementos para eventualmente perpetrar atentados, disse neste sábado o ministro do Interior espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba. As autoridades espanholas acreditam que o suposto ataque aconteceria em Barcelona.

Tudo o que sabemos sobre:
TerrorismoBarcelona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.