'Hotel Lixo' abre para feira de turismo na Espanha

Coincidindo com a Feira Internacional de Turismo, que promove a maior indústria da Espanha em Madri, um hotel feito de lixo foi inaugurado no centro da capital.

REUTERS

22 de janeiro de 2011 | 15h51

O escultor alemão H.A. Schult usou 12 toneladas de lixo reciclado para construir o hotel e chamar atenção sobre a quantidade de desperdícios nas praias europeias.

"Devemos saber e devemos entender que os oceanos são os maiores depósitos de lixo do mundo", disse Schult à Reuters

TV.

"O mundo é um hotel e, portanto, como uma parábola, eu mostro o mundo como um hotel, só alugamos esse mundo, e temos que nos dar conta de que enchemos o mundo inteiro de lixo", acrescentou o artista em frente ao hotel, na Plaza de Callao.

O Hotel Corona Extra Save the Beach abriu as portas em 19 de janeiro e, segundo a diretoria, os cinco quartos duplos já foram reservados para os quatro dias em que hóspedes serão recebidos.

Entre os hóspedes estão a modelo dinamarquesa Helena Christensen, que passou uma noite no notel, a ambientalista Alexandra Cousteau e a designer de joias Jade Jagger.

(Reportagem de Catherine MacDonald)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAHOTELLIXO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.