EFE|EPA|IRAKLI DZNELADZE
EFE|EPA|IRAKLI DZNELADZE

Incêndio em hotel de luxo mata 11 e fere 21 na Geórgia

Hotel hospedava participantes do Miss Geórgia, que não se feriram

O Estado de S.Paulo

25 Novembro 2017 | 16h59

MOSCOU - Um incêndio em um hotel de luxo na cidade de Batumi, no litoral da Geórgia, matou 11 pessoas e feriu mais 21 pessoas, informou a polícia neste sábado, 25. 

O hotel hospedava os participantes do concurso Miss Geórgia.  Todos os participantes estavam seguros, disseram os organizadores do concurso. "Tivemos um ensaio no momento em que percebemos que algo está acontecendo", disse Ia Kitsmarishvili, dono e produtor executivo do concurso. "Todo mundo foi convidado a sair para o terraço", disse ele. "O processo foi bem organizado". 

Dez dos mortos são georgianos, segundo um comunicado policial, e o outro era cidadão do Irã. O incêndio começou no hotel Leogrand na noite de sexta-feira, provavelmente no centro do spa, de acordo com os relatórios de uma televisão local. Todos os que morreram morreram depois de inalar fumaça, disse o ministro regional da Saúde, Zaal Mikeladze. "Dezoito pessoas ainda estão hospitalizadas", disse ele. 

O Leogrand, um hotel de 22 andares que abriu em 2015, foi multado por não cumprir os regulamentos de segurança contra incêndios, disse o vice-prefeito de Batumi, Tengiz Petridze a uma canal de notícias local.  Os serviços de emergência evacuaram mais de 100 pessoas do hotel.

O primeiro-ministro Giorgi Kvirikashvili visitou a cena em seu caminho de volta de uma reunião cumbre em Bruxelas, e prometeu em um comunicado publicado no site do governo para encontrar as causas do incêndio e punir os responsáveis. A polícia disse que eles começaram uma investigação criminal sobre uma possível violação das regras de segurança contra incêndios. "Há muitas perguntas, e todos serão respondidos", disse Zurab Pataradze./NYT

 

Mais conteúdo sobre:
Europa [continente] incêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.