Incêndio interrompe serviço de trem no Canal da Mancha

Pelo menos 32 pessoas foram retiradas do local; incidente ocorreu no lado francês do túnel

Agências internacionais,

11 de setembro de 2008 | 12h52

O incêndio ocorrido nesta quinta-feira, 11, no túnel que liga o Reino Unido e a França, sob o Canal da Mancha, interrompeu os serviços dos trens entre os dois países. O incidente aconteceu a 11 quilômetros da França e atingiu um trem de carga, revelou a Eurotúnel.   Pelo menos 32 pessoas foram retiradas do túnel, a maioria motoristas de caminhões que eram transportados em vagões no momento do acidente. Não há relatos de vítimas. Segundo a BBC, 12 pessoas inalaram fumaça.   Um porta-voz da operadora ferroviária Eurostar, responsável pela operação ferroviária no trajeto de Londres a Paris pelo túnel, afirmou que os serviços foram interrompidos nos dois sentidos. Não há previsão de quando os trens voltarão a funcionar.   A jornalista da BBC Sophie Van Brugen seguia para Paris em um dos trens que cruzavam o túnel no momento do incidente. Ela afirmou que os passageiros retornarão a Londres e o trem não seguirá a viagem até Paris. O diretor de comunicações do Eurostar afirmou à BBC que a prioridade no momento é retirar as pessoas dos trens e fazê-los voltar às estações de origem.   O Ministério do Interior francês disse que o fogo começou em um vagão que carregava fenol, um produto tóxico utilizado pela indústria farmacêutica.   Os serviços da Eurostar são conduzidos pela operadora ferroviária francesa SNCF e pela belga SNCB em seus respectivos territórios. O lado britânico é de propriedade da London & Continental Railways (LCR). O lado britânico é administrado por um consórcio que inclui a operadora de ônibus e trens National Express, a SNCF, a SNCB e a British Airways.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.