Incêndio na Espanha faz milhares de pessoas deixarem casas

Um incêndio florestal que se estendeu por 8 quilômetros em seu trecho mais amplo forçou milhares de pessoas a deixarem suas casas na região espanhola de Múrcia, no leste do país.

REUTERS

19 de agosto de 2011 | 08h47

O incêndio, provocado por fortes ventos e as altas temperaturas do verão, está fora de controle e já devastou uma extensa área do parque natural Calblanque, na costa ao leste da cidade histórica de Cartagena.

Cerca de 2.500 moradores da cidade de Portman foram retirados de suas casas.

"Estamos falando de centenas de hectares reduzidos a pó", disse o prefeito de Portman, Francisco Bernabé, à rádio nacional SER. "No momento, o incêndio ainda está prosseguindo e de forma violenta", acrescentou.

Serviços de emergência estão recorrendo a aviões de combate a incêndio para jogar água sobre as chamas.

(Reportagem de Iciar Reinlein)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAINCENDIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.