Remy Gabalda/AFP
Remy Gabalda/AFP

Incêndios na fronteira norte da Espanha matam quatro franceses

Incidente atingiu região entre França e Catalunha

Reuters

23 de julho de 2012 | 12h18

MADRI - Dois grandes incêndios florestais na zona fronteiriça entre a França e a Catalunha, no norte da Espanha, já mataram quatro pessoas desde domingo, 22, disseram autoridades locais nesta segunda-feira, 23, enquanto ventos fortes atrapalhavam os esforços para controlar as chamas.

Todas as quatro vítimas são francesas, disseram o governo da Catalunha e o corpo de bombeiros.

O quarto a morrer foi um homem de 64 anos, nesta segunda-feira, de queimaduras. Um pai e sua filha de 15 anos morreram no domingo depois de tentar escapar das chamas. Outro homem morreu de ataque cardíaco.

O governo catalão disse que pelo menos 23 pessoas ficaram feridas.

O incêndio agora afeta uma área de 13.000 hectares no interior, e já queimou cerca de 200 hectares perto de Portbou. Cerca de 150.000 moradores foram orientados a ficar em casa, e as cinzas do incêndio começaram a chegar à área de Barcelona.

Ventos fortes espalharam o fogo a uma taxa de cerca de seis a sete quilômetros por hora, embora haja esperanças de que irão enfraquecer no final do dia.

"Tudo indica que o incêndio se originou da imprudência de pessoas, provavelmente por cigarros que não foram devidamente apagados e que são jogados para fora das janelas", disse o premiê catalão, Artur Mas.

Trata-se do incêndio mais devastador da área em mais de 20 anos, disse o governo local, e dados do Ministério do Meio Ambiente mostram que 2012 já é o pior ano de incêndios florestais na Espanha em mais de uma década.

Mais conteúdo sobre:
ESPANHAINCENDIOSMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.