Incêndios se alastram na Espanha e provocam quinta morte

Mais de 8 mil hectares foram destruídos e 1,5 mil pessoas tiveram de deixar suas casas no nordeste do país

Efe,

23 de julho de 2009 | 09h54

Foto: Efe

MADRI - Os incêndios florestais na Espanha provocaram a quinta morte nesta quinta-feira. Um bombeiro morreu enquanto lutava contra as chamas em Teruel, em Aragão, nordeste do país.

São os piores incêndios na região em 15 anos. Os bombeiros usam aviões e helicópteros para combater o fogo. Outros focos foram registrados também na Catalunha, em Castilha e em Tarragona.

Mais de 8 mil hectares foram destruídos e seis focos de incêndio continuam ativos. Segundo o governo regional, 1,5 mil pessoas tiveram de deixar suas casas. O fogo obrigou 3,6 mil pessoas a interromperem uma viagem de trem. Eles seguiram em 123 ônibus disponibilizados pela empresa férrea.

Ao menos 80 equipes trabalham para combater o fogo em Tarragona, onde quatro bombeiros morreram na segunda-feira. Na Catalunha, os incêndios avançam e o vento prejudica o combate.

Os bombeiros acreditam que o fogo foi causado por raios. Álava,Soria e Zaragoza, e Alicante também sofrem com o fogo.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaIncêndios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.