Irã desmente planos de extremistas para atentar contra Putin

Segundo agência Interfax, serviço secreto russo afirmou que atentado está preparado

Efe,

15 de outubro de 2007 | 06h40

O regime iraniano rejeitou categoricamente o que denomina "rumores propagados por certos meios" sobre a suposta preparação de um atentado por grupos extremistas contra o presidente russo, Vladimir Putin, que chega nesta segunda-feira, 15, a Teerã. Veja também:Extremistas estariam preparando atentado contra Putin Segundo informa a agência oficial iraniana Irna, o porta-voz do Ministério de Exteriores iraniano, Mohammed Ali al-Hosseini, qualificou a notícia como "absolutamente infundada e em linha com a pressão psicológica dos que são contrários a uma boa relação entre Irã e Rússia". Hosseini disse que a notícia divulgada na Rússia não pode afetar de modo algum a visita de Putin ao Irã. A agência russa Interfax publicou no domingo que "uma fonte fidedigna" dos serviços secretos russos afirmou que grupos extremistas teriam preparado um atentado contra Putin durante sua visita ao Irã. Putin chega nesta segunda-feira em visita oficial a Teerã, onde se reunirá com o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, e participará de uma cúpula dos países banhados pelo mar Cáspio (Irã, Rússia, Azerbaijão, Cazaquistão e Turcomenistão).

Tudo o que sabemos sobre:
PutinIrãatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.