Iran Air e BP encerram contrato no aeroporto de Hamburgo

A empresa petrolífera British Petroleum parou de fornecer combustível aos aviões da Iran Air no aeroporto de Hamburgo, na Alemanha, confirmaram ambas as partes nesta terça-feira.

MICHAEL HOGAN E EMMA FARGE, REUTERS

13 de julho de 2010 | 16h26

Dois aviões da Iran Air já tiveram de ir para outro aeroporto porque não conseguiram reabastecer em Hamburgo neste mês.

"Podemos confirmar que o contrato foi encerrado no fim de junho", disse um porta-voz da BP, sem explicar os motivos nem informar se a empresa rompeu todos os seus contratos com a companhia aérea iraniana.

Há relatos de que aviões iranianos ficaram sem conseguir reabastecer na Alemanha, na Grã-Bretanha e nos Emirados Árabes Unidos por causa das novas sanções unilaterais dos Estados Unidos aprovadas para pressionar o Irã por seu programa nuclear. As sanções punem empresas que fazem negócios com o país persa.

O gerente-geral da Air Iran na Alemanha, Mohammad Reza Rajabi, disse à Reuters que espera assinar "dentro de poucos dias" um novo contrato para o fornecimento de combustível em Hamburgo.

De acordo com ele, o abastecimento é normal em outros aeroportos europeus.

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAIRASANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.