Irmãs ''mantêm congelada mãe morta há dez anos''

Filhas não estariam ''prontas'' para enterrar sua mãe, de acordo com jornais ingleses.

BBC Brasil, BBC

06 de setembro de 2007 | 09h20

A história de duas irmãs que há dez anos visitam semanalmente sua mãe - um evento familiar corriqueiro se a mãe não tivesse morrido há dez anos - ganhou grande destaque na imprensa britânica nesta quinta-feira.Segundo os relatos, as britânicas Josephine e Valmai Lamas optaram por não enterrar sua mãe, Annie, até que estivessem emocionalmente prontas.Annie estaria sendo mantida dentro de uma câmara resfriada em uma casa funerária, afirmou o tablóide The Sun.Um parente teria dito ao jornal: "Basta! Valmai e Josie têm feito visitas ao corpo de sua mãe há mais de dez anos, mas está ficando ridículo"."O corpo se degradou ao ponto de se tornar apenas um esqueleto com um pouco de pele fina na cabeça. É horroroso como um personagem de filme de terror que teve seu sangue sugado por um vampiro."A foto de um cartaz da agência funerária supostamente responsável por manter o cadáver - um tradicional negócio localizado em Wembley, no nordeste de Londres - foi estampada nesta quinta-feira no jornal The Times.Procurada pela BBC Brasil, a agência disse que não comentaria o caso.Ao Sun, um porta-voz da agência teria dito: "Estamos apenas fazendo o desejo da família. Nenhuma lei de saúde ou segurança foi quebrada. O corpo não cheira mal"."Não há leis proibindo as pessoas de manter um cadáver por anos depois de registrar sua morte, ainda que o normal seja enterrá-lo depois de duas semanas".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.