Islândia apresenta candidatura de adesão à União Europeia

País já integra o Espaço Econômico Europeu; pedido será analisado por ministros de relações exteriores

Efe,

23 de julho de 2009 | 10h43

A Islândia apresentou formalmente nesta quinta-feira, 23, sua candidatura de adesão à União Europeia (UE), uma semana após o Parlamento do pequeno país nórdico autorizar o governo a negociar a entrada no bloco europeu.

 

O ato ocorreu em Estocolmo, onde o ministro de Assuntos Exteriores islandês, Össur Skarphedinsson, transmitiu a solicitação a seu colega sueco, Carl Bildt, cujo país está na presidência rotativa da União Europeia.

 

Ministro islandês Össur Skarphedinsson entrega candidatura ao seu colega sueco, Carl Bildt

 

Caberá agora aos ministros de relações exteriores europeus examinar a solicitação e pedir a Bruxelas que prepare um ditame. A questão já poderia estar na agenda da próxima reunião ministerial da União Europeia, que ocorre em Bruxelas na próxima semana.

 

O ministro sueco afirmou que a solicitação islandesa será examinada "como qualquer outra", apesar de a Suécia ver com bons olhos a iniciativa do país nórdico.

 

Conta a favor da Islândia o fato dela já ser membro do Espaço Econômico Europeu e do espaço Schengen, o que representa um grau de convergência muito alto com a legislação comunitária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.