Andrew Medichini/AP
Andrew Medichini/AP

Itália abre centros de votação para as eleições gerais

As últimas pesquisas publicadas apontam que mais de 30% dos italianos ainda não tinham decidido o voto

EFE

04 Março 2018 | 05h24

ROMA - Os centros de votação da Itália abriram neste domingo, 04, às 7h (hora local, 3h em Brasília), à espera do comparecimento dos cerca de 46 milhões de italianos convocados às urnas para as eleições gerais no país.

Depois de 64 governos nos últimos 70 anos, a Itália realiza um pleito acompanhado com muita atenção pela Europa e que pode ter como resultado um Parlamento muito fragmentado, no qual alguns pactos serão fundamentais. O fechamento dos centros de votação ocorrerá às 23h (19h em Brasília).

As pesquisas divulgadas em meados de fevereiro indicavam que a coalizão formada por Força Itália (FI), de Silvio Berlusconi, Liga Norte (LN), de Matteo Salvini, e Irmãos da Itália (FdI), de Giorgia Meloni, seria a eventual ganhadora com 35% dos votos.

+++ Na Itália, Silvio Berlusconi reaparece em busca da redenção

No entanto, não obteria os votos necessários para formar governo e o Movimento Cinco Estrelas (M5S), cujo candidato a primeiro-ministro é Luigi di Maio, seria a força mais votada sozinha, com aproximadamente 29% do apoio.

Em terceiro lugar se situaria o governamental Partido Democrático (PD), do ex-primeiro-ministro Matteo Renzi, que receberia 23% dos votos.

É preciso levar em conta que as últimas pesquisas foram publicadas há duas semanas, quando mais de 30% dos italianos ainda não tinham decidido o voto, o que pode mudar o panorama. /EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.